Pesquisar
Close this search box.

Redator freelancer para blogs: Veja como e onde contratar!

Compartilhe!

SUMÁRIO

Ter um redator freelancer que seja especialista em produção de conteúdo para blogs, na sua equipe, pode ser a peça que estava faltando para a virada de chave no seu projeto digital.

São diversos os motivos que podem está impedindo sua estratégia de Marketing de conteúdo de atingir todo seu potencial.

Dentre eles os mais comuns são:

  • A falta de conhecimento necessário para construção de textos que engajam e gerem resultados;
  • A falta de tempo e de equipe qualificada para cumprir com a demanda exigida em seu projeto;
  • E, a falta de motivação ou comprometimento com o projeto para colocar em prática o que foi planejado.

Se você se encontra em alguma dessas situações não se desespere, pois você chegou ao lugar certo!

Neste artigo, vou lhe mostrar tudo que você precisa saber para ter um redator Web freelancer ideal para compor uma estratégia de produção de conteúdo fulminante em seu blog ou em qualquer outro projeto que você tenha em mente.

Também lhe darei dicas de como gerenciar uma equipe remota com eficiência e evitar a dor de cabeça com os profissionais que prometem muito e entregam pouco.

Então, se segura aí e vamos começar de uma vez!

O que é e o que faz um redator freelancer para blogs?

O redator freelancer é um profissional autônomo que oferece serviços de produção de conteúdo para empresas e empreendedores digitais.

Ele pode desenvolver esse trabalho de forma remota ou presencial, vai variar de acordo com cada profissional.

Geralmente, a parceria entre o empresário e o redator é firmada por meio de um contrato de prestação de serviço que pode ser CLT ou por CNPJ.

Cada um desses modelos possui suas vantagens e desvantagens, tanto para o redator quanto para o empreendedor.

Pode ser que você se depare com diversas denominações para esse tipo profissional, talvez até já tenha visto algumas dessas, como:

  • Redator de Marketing;
  • Redator Online;
  • Redator Web;
  • Produtor de conteúdo;
  • Redator Publicitário;
  • WebWriter;
  • Copwriter;
  • Ghost Writer;
  • Dentre outros que você ouvirá por aí.

Em outros países, como nos EUA, pode ser atribuído ao mesmo profissional praticamente todas essas denominações, pois lá é comum o produtor de conteúdo ser também especialista em conteúdo de vendas como textos publicitários, por exemplo. 

Já, aqui no Brasil é normal ver essas áreas separadas em suas respectivas categorias, mas não é nada que você precise se preocupar.

O que você precisa mesmo saber é identificar as áreas em que o redator é especialista, para ver se estão em acordo com o que você precisa.

Para isso, basta analisar o currículo do profissional ou perguntar diretamente a ele.

Conhecer sua área de atuação garantirá a sincronia perfeita que você precisa para seu job.

Este é apenas o primeiro detalhe que você deve se preocupar ao considerar a contratação de um escritor para seu site ou Blog.

No próximo tópico, mostrarei um pouco mais sobre as áreas de atuação e habilidades que um bom redator freelancer precisa ter. Acompanhe comigo!

Quais as principais habilidades que um redator web precisa ter?

Além de uma escrita criativa, um profissional de redação online precisa dominar diversas outras habilidades para conseguir interpretar e, até mesmo, desenhar uma estratégia de conteúdo de resultados.

Um texto de alto impacto possui como base de seus ingredientes a experiência de quem o produz. Por isso, um bom produtor de conteúdo online precisa também compreender de:

  • Marketing Digital;
  • Inbound Marketing;
  • Marketing de conteúdo;
  • Planejamento estratégico de conteúdo;
  • Análise de concorrência;
  • Criação e diálogo com a persona;
  • Auditoria de conteúdo;
  • SEO;
  • Funil de vendas e funil de conteúdo;
  • Arquitetura do conteúdo;
  • CTA e Conversão;
  • Copywriting;
  • Gatilhos Mentais;
  • Técnicas de Neuromarketing;
  • Entre outras.

Apenas saber escrever não é o bastante!

O mais importante é conseguir desenhar o texto para que ele tenha um propósito claro.

Esse propósito deve está alinhado a uma estratégia de funil de vendas global da marca.

O texto é uma arma poderosa de persuasão e vendas, compreender isso é fundamental para que você encare cada página do seu Blog como uma oportunidade sensacional de negócios que vai trabalhar para você sozinha.

Segundo uma pesquisa feita pela Demand Gen Report, em 2016, dos compradores que visualizaram de 3 a 5 conteúdos antes de conversarem com um consultor de vendas, 47% fecharam a compra.

Isso mostra a capacidade que o conteúdo tem de preparar e movimentar seus usuários através do seu funil de vendas.

E, talvez você ainda nem tenha percebido, mas é justamente esse processo que eu estou fazendo, aqui agora, com esse conteúdo.

Primeiro, eu vou te mostrar quais são as suas possibilidades e qual o potencial que você está deixando de explorar ao não ter um parceiro de conteúdo profissional no seu negócio.

E, em algum momento você irá perceber que eu e minha empresa podemos ser uma solução para o que você está buscando. Pegou a visão? 😏

Então, vamos continuar! 

Por que investir em um redator freelancer para o seu blog?

Como você pôde observar, até aqui, um profissional de conteúdo precisa ir muito além das palavras, é preciso que ele saiba mergulhar na essência da marca, conseguindo extrair e lapidar as informações de modo a transmitir uma mensagem de impacto ao público-alvo do cliente final.

Quando você incorpora toda essa inteligência na sua empresa, a mágica começa a acontecer!

Observe algumas vantagens que você passará a ter:  

  • Conteúdos profissionais e autorais;
  • Construção de autoridade para você e para a sua marca;
  • Construção de presença online;
  • Aumento nas vendas;
  • Aumento no engajamento e interação com seus serviços e produtos;
  • Ganho de tempo para que você fique livre para lidar com outras tarefas;
  • E, possibilidade de atuar como especialista em nichos que você talvez nem domine.

Mas, é claro que nem tudo são flores, se você sair dando tiro para todos os lados a procura de alguém que escreva para sua marca, vai acabar tendo que lidar com muitos profissionais que podem lhe fazer perder muito tempo e paciência.

É justamente esses redatores que, além de prejudicar o mercado, acabam colocando a seguinte dúvida na cabeça dos empreendedores!

É confiável trabalhar com redatores freelancers?

Não existe uma resposta simples e objetiva para essa pergunta.

A melhor resposta é aquela que geralmente não gostamos de ouvir:

“Depende!”

Como em qualquer contrato de prestação de serviço, existe as particularidades, mas essas geralmente estão relacionadas ao profissionalismo do prestador do serviço, nesse caso o redator.

É importante fazer uma boa sondagem antes de fechar uma parceria, pois senão você correrá o risco de ter que lidar com:

  • Redatores que irão prometer muito e entregar pouco;
  • Os que prometerão e não entregarão nada;
  • Os que vão estourar todos os prazos combinados e travar o seu projeto;

Ou, pior!

  • Os que lhe prometerão o melhor conteúdo do mundo e simplesmente lhe entregarão uma cópia, ou um conteúdo gerado automaticamente por I.A sem nenhum critério, revisão ou estratégia.

Imagino que você deva ter ficado assustado, ou até mesmo já tenha passado por isso.

Mas, calma!

Isso é apenas para te alertar e prevenir do há no mercado.

Para evitar isso, nos próximos tópicos vou compartilhar algumas dicas simples e básicas que vão te livrar de muita dor de cabeça.

Mas, antes é importante que você tenha uma noção de quais modelos e tipos de materiais que você conseguirá produzir com um parceiro de conteúdo. Veja!

Quais os tipos ou formatos de conteúdo que consigo comprar para o site ou blog da minha empresa?

As peças de conteúdo produzidas por um redator, geralmente, fazem parte de uma estratégia de marketing da sua marca como um todo.

Praticamente qualquer peça de texto pode ser terceirizada para um profissional ou uma equipe!

Estes, são os principais formatos de conteúdo que você pode contratar com um redator freelancer ou uma agência:

  • Post, ou artigo, para blog;
  • E-book;
  • Conteúdo para E-mail Marketing;
  • Carta de vendas;
  • Roteiro, ou script, para podcast e para vídeo;
  • Conteúdo para redes sociais;
  • Notícias e entrevistas;
  • Comentários para sites e blogs;
  • Conteúdo para Infográficos;
  • Entre outros…

Cada uma dessas peças de conteúdo tem suas peculiaridades de pesquisa e confecção, por isso o preço pode variar.

E, falando em preço!

Essa é outra dúvida, muito comum, dos empreendedores que acabam se interessando por contratar esse tipo de serviço. Vou comentar um pouco sobre, abaixo!

Quanto custa um redator freelancer?

Você irá encontrar profissionais com os mais diversos valores, mas é importante ter em mente que na maioria das vezes o valor pago será diretamente proporcional ao comprometimento e a qualidade do conteúdo que você receberá.

Por isso, recomendo que pense duas vezes antes de impor valores absurdamente baixos quando for contratar esse ou qualquer outro serviço criativo.

Como você verá, abaixo, o valor cobrado por um profissional dependerá de diversos fatores e vai variar de acordo com cada redator.

Vou lhe mostrar alguns itens que geralmente são considerados na composição do preço:

  • A quantidade de peças contratadas (Parcerias de longo prazo costumam ter um preço melhor);
  • O formato do conteúdo (Cada tipo material tem sua particularidade);
  • A experiência do profissional (Quanto mais experiente, melhor o conteúdo e maior o valor agregado);
  • A complexidade do tema (Temas muito específicos, normalmente tomam mais tempo para serem produzidos);
  • O prazo de entrega (Prazos muito apertados podem gerar custo maior no orçamento, pois impactam na organização do escritor);
  • O tamanho do texto (Geralmente é medido em quantidade de palavras);
  • Existência de pauta (Se for necessário criar a pauta de conteúdo, também pode influenciar no valor. A pauta de conteúdo é o planejamento estratégico do conteúdo).

Alguns redatores também costumam cobrar pela refação, ou seja, as correções exigidas pelo cliente após a entrega do conteúdo, mas isso não é tão comum.

Além disso, esses valores também são reajustados com o tempo.

Por isso, se eu fosse colocar uma referência de valores aqui eu estaria automaticamente fazendo com que esse conteúdo ficasse desatualizado rapidamente.

Como contratar um redator freelancer?

Existem diferentes maneiras de conseguir contratar esse profissional, cada uma com suas vantagens e desvantagens.

Normalmente o que vai variar é o nível de responsabilidade que você terá sobre esse profissional.

Vou explicar melhor!

Para facilitar, dividi as modalidades de contratação em 3, são elas:

1.   Redator interno ou CLT

Contratar um redator interno ou em regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) pode ser uma opção interessante para empresas que têm necessidades constantes de produção de conteúdo e desejam ter um profissional dedicado exclusivamente ao blog.

Vejamos as vantagens e desvantagens dessa modalidade:

Vantagens

  • Flexibilidade: Contratar um redator CLT oferece flexibilidade em termos de horários e prazos, pois você poderá ter uma proximidade muito maior com o profissional e terá um contrato de comprometimento baseado em horas de trabalho.
  • Custos mais baixos: Dependendo do volume de conteúdo que sua empresa irá produzir todos os meses, pode ser mais econômico ter um profissional interno. Mas, normalmente essa economia só vai compensar se você for um portal de notícias ou algum outro tipo de empresa com um grande volume de produção de conteúdo.
  • Especialização na sua marca: Ao contratar um redator CLT, você terá a liberdade de poder treiná-lo da forma que você desejar. Dessa maneira, você poderá ter um profissional com alto nível de personalização e entendimento do seu negócio. Porém, todo esse processo exige tempo e recurso!

Desvantagens

  • Custo fixo e encargos trabalhistas: Ao contratar um redator em regime CLT, a empresa precisa arcar com custos fixos, independentemente da quantidade de trabalho disponível. Isso inclui salário, encargos sociais, multa recisória, férias, benefícios e outras despesas trabalhistas.
  • Limitação de especialização: Um redator CLT geralmente acaba sendo um profissional generalista, que escreve sobre diversos temas, mas pode não possuir a mesma especialização ou expertise que um redator freelancer ou uma agência que já possui diferentes profissionais especializados em diferentes áreas.

2.   Redator autônomo ou freelancer

A segunda opção, que é a mais conhecida, é a contratação do redator como autônomo ou freelancer.

Nessa modalidade, é feito um contrato de prestação de serviço entre a empresa e o profissional que pode ser para realização de um serviço pontual ou para participar de um projeto de longo prazo.

A grande diferença nesse modelo está no vínculo do profissional com a empresa.

Aqui, o profissional não é um funcionário, e sim um parceiro da empresa.

Abaixo, destaquei algumas vantagens e desvantagens.

Vantagens

  • Experiência e especialização: Redatores autônomos ou freelancers normalmente têm experiência em diversas áreas e podem se especializar em diferentes nichos. Isso permite que você encontre um redator com conhecimento relevante para o seu blog, o que contribuirá para a qualidade do conteúdo produzido.
  • Flexibilidade e disponibilidade: Essa modalidade de contratação oferece flexibilidade em termos de horários e prazos. Isso, muitas vezes faz com que o redator consiga se adaptar às suas necessidades e estar disponível quando você precisar.
  • Flexibilidade na contratação: Como o profissional não tem vínculo empregatício, é muito mais flexível e prazeroso para o empresário trabalhar com ele, pois o contrato de parceria é mantido mediante aos resultados e a qualidade das entregas.

Desvantagens

  • Menor controle e supervisão: É importante destacar que, a contratação de um redator autônomo te dá menos controle e supervisão direta sobre o processo de trabalho, pois geralmente essa relação é feita remotamente. Isso dá mais liberdade de criação para o profissional, o que acaba exigindo maior confiança da sua parte na habilidade do redator de entender suas necessidades e de produzir conteúdo de qualidade.
  • Responsabilidade única: Quando você trabalha com um redator freelancer, a responsabilidade pelo sucesso do projeto recai inteiramente sobre ele. Se algo der errado ou se a qualidade do trabalho não atender às suas expectativas, você precisará lidar diretamente com o redator para resolver o problema. A qualidade do profissional que você escolhe para essa missão faz total diferença.

3.   Agência de marketing de conteúdo

Contratar uma agência de marketing de conteúdo acaba sendo um meio termo entre ter um redator CLT e buscar um profissional freelancer.

Essa é uma opção muito interessante e, geralmente, preferida pelos empresários.

Pois, nesse modelo toda a responsabilidade estratégica e administrativa da parte de gestão dos profissionais é feita pela agência.

E, além do serviço de redação, o empresário acaba tendo suporte da agência para lidar com outras demandas que eventualmente ele terá, como: Designer, criação do site, logo, entre outras. Tudo em um só lugar!

Mas, esse formato também tem suas vantagens e desvantagens, como mostrarei abaixo:

Vantagens

  • Expertise diversificada: As agências de marketing de conteúdo geralmente têm uma equipe de redatores com expertise diversificada em vários nichos e tópicos. Isso significa que você terá acesso a uma gama de habilidades e conhecimentos especializados por um valor acessível.
  • Gerenciamento centralizado: Ao trabalhar com uma agência, você terá um ponto central de contato para todas as suas necessidades de redação. Isso facilita a comunicação, o gerenciamento de projetos e a resolução de problemas.
  • Maior capacidade de produção: Uma agência tem mais recursos disponíveis para lidar com uma grande quantidade de conteúdo, o que é útil se sua empresa precisa de uma produção intensiva de artigos, posts de blog, materiais para redes sociais e outros tipos de conteúdo.
  • Maior abrangência de serviços: Como comentei acima, além da produção de artigos, uma agência de Marketing de Conteúdo pode oferecer outros serviços relacionados, como criação de sites, gestão de redes sociais, campanhas de vendas, entre outros. Isso facilita muito para o empresário, que não precisa ficar lidando com vários profissionais ou várias empresas diferentes.

Desvantagens

  • Custo mais alto: Em comparação com redatores freelancers individuais, as agências de marketing de conteúdo podem ter custos mais elevados. Isso se deve à estrutura organizacional, às despesas gerais e aos custos de gerenciamento envolvidos na prestação dos serviços. Porém, atualmente, isso não é mais uma regra já que muitas agências passaram a adotar o formato home office que possui um custo menor.
  • Responsabilidade única: Quando você trabalha com uma Agência, a responsabilidade pelo sucesso do projeto também acaba recaindo sobre ela. Se algo der errado, você precisará lidar diretamente com eles para resolver. Por isso, a qualidade da agência que você irá escolher também é essencial.

Onde encontrar bons redatores freelancers para blog?

Separei 5 super dicas para você iniciar sua prospecção por novos parceiros de conteúdo. São elas!

1.  Buque pelo site profissional dos próprios redatores ou agências

Uma boa maneira de encontrar profissionais, com maior experiência, é buscando seus sites profissionais ou pessoais no Google.

Uma grande vantagem deste método é que você consegue avaliar o conhecimento e a especialidade do profissional com mais detalhes, e consegue contatá-lo de forma rápida, direta e eficiente.

Através do site, você também consegue verificar o nível de profissionalismo e o cuidado com o marketing pessoal do próprio escritor. Vale, aqui, a seguinte lógica!

“Se ele sabe fazer para si próprio, que dirá para os clientes!”

Talvez você não tenha percebido, mas este site que você está agora é um exemplo.

Eu, sou especialista em produção de conteúdo e faço o possível para aplicar, aqui, na minha empresa o que eu vendo para os meus clientes para mostrar o quanto um trabalho bem feito pode dar resultado! 

Utilizo meu site como uma ferramenta para divulgação do meu trabalho e, também, como uma forma de exercitar e disseminar meu conhecimento.

Essa, é uma ótima maneira não apenas de ensinar, mas também de demonstrar a qualidade e o potencial do meu trabalho.

Se você ficou curioso, deixarei um botão de contato, aqui abaixo, e também ao final desse post, caso deseje conversar sobre seu projeto e solicitar uma análise. Vamos prosseguir!

2.  Plataformas freelancers

Existem também diversas plataformas que fazem a intermediação da prestação de serviço entre o profissional freelancer e o cliente. As mais conhecidas são:

  • 99 Freelas;
  • Workana;
  • Freelancer;
  • br.Freelancer.

A oferta de profissionais nessas plataformas é grande, mas se você não souber expressar sua demanda com clareza e analisar de forma crítica os profissionais, então pode ser que você fique um pouco confuso e acabe perdendo tempo e dinheiro.

Mais a frente, darei algumas dicas valiosas que vão te ajudar a escolher o profissional ideal para o seu projeto!

3.  Grupos de Facebook para Redatores

Muitas pessoas não sabem, mas existem alguns grupos no Facebook voltados para redatores.

Lá, é possível postar vagas e receber contatos de profissionais interessados em seu projeto.

 Estes, são alguns dos grupos mais populares que você vai encontrar por lá:

  • Estartando Freelas;
  • Redatores Freelancer Brasil;
  • Redatores Freelancer.

E, falando em rede social, dá só uma olhada na próxima dica!

4.  No Linkedin

Caso você ainda não conheça, o Linkedin é uma rede social profissional.

Lá, você pode criar um perfil social que funciona como um currículo online para você ou para a sua empresa.

Muitas empresas utilizam o perfil do Linkedin para avaliar ou, até mesmo, recrutar candidatos que eles julgam interessantes para seus projetos.

É um ótimo canal de negócios, mas é preciso perder um tempo para fazer uma busca minuciosa, pois você precisará visitar o perfil de muitos profissionais para conseguir fazer um filtro.

Também é possível ofertar uma vaga lá, como em um site de empregos.

Eu mesmo, já fui  recrutado por algumas empresas que me encontraram através dessa rede.

É uma ótima ferramenta tanto para quem contrata quanto para que está buscando trabalhos!

5.  Sites de ofertas de emprego

Você também pode efetuar seu cadastro como empregador em alguns sites de ofertas de empregos e disponibilizar suas vagas.

Estes, são alguns sites que trabalham nesse formato!

  • Getnijas;
  • Vagas;
  • Catho;
  • Infojobs;
  • Trabalha Brasil.

Vale lembrar que, a maior parte do público que frequenta esses sites podem não estar habituados com este modelo de trabalho e não ter capacitação para a vaga.

Por isso, sempre que for postar uma vaga nesses locais, recomendo que crie uma descrição detalhada para não correr o risco de lotar sua caixa de E-mail com currículos não compatíveis.

Bom, agora que você já está certo de que ter um redator freelancer especialista em produção de conteúdos para Blogs será uma parceria lucrativa e já sabe onde encontrá-lo, falta apenas o mais importante.

Saber como contratar o profissional certo para o seu projeto.

Para te ajudar com isso já separei, aqui abaixo, algumas dicas essenciais. Veja!

Como contratar um bom redator freelancer?

Vale ressaltar aqui que, encontrar um redator freelancer não é a parte mais complicada.

Como você já deve ter percebido, no tópico anterior, esse é um profissional que tem aos montes por aí!

A parte mais complicada é saber como contratar um profissional que realmente sabe o que está fazendo e tem o potencial para ajudar a sua empresa a vender mais.

Lembra daquele ditado popular que diz,“Quem procura acha!”?

Então!

Procurar não é o problema, pois se você o fizer é certo que irá encontrar alguém, mas a questão é saber se a pessoa que você encontrará de fato irá suprir suas necessidades.

Para evitar situações desconfortáveis e perda de tempo, vou deixar algumas dicas para que você consiga contratar o melhor redator freelancer para seu blog:

  • Observe se o profissional é certificado;
  • Analise se ele tem conhecimento em SEO, focado em produção de conteúdo;
  • Verifique se ele possui trabalhos profissionais ou pessoais que lhe sirvam de parâmetro;
  • Avalie a qualidade da sua apresentação e do seu trabalho;
  • Antes de fechar uma parceria de longo prazo, faça um trabalho de curto prazo para avaliar;
  • E, lembre-se! O Barato pode sair caro e te fazer perder tempo.

Ao encontrar seu parceiro de conteúdo, valorize-o e busque fortalecer essa relação, pois pode não ser tão simples encontrar outro como ele, ou ela.

Se você é novo neste tipo de projeto, ainda tem mais um detalhe importante que você precisa considerar.

Vou explicar melhor, abaixo!

Como gerenciar uma equipe de redatores freelancers?

Ainda que você vá trabalhar apenas com um redator remoto é de extrema importância que aja um mínimo de organização em seu fluxo de trabalho para que sua estratégia de conteúdo não seja comprometida.

A mágica que dizem acontecer por aí, sobre encantar e engajar clientes, está diretamente ligada à organização e clareza na comunicação que você terá com o seu parceiro de trabalho.

Muitos empreendedores digitais iniciantes acham que uma boa estratégia de conteúdo se inicia com a escrita em si, mas estão completamente enganados.

Antes da produção do texto é necessário fazer um planejamento estratégico de diversos pontos, como:

  • Análise da concorrência;
  • Escolha da palavra-chave que será utilizada;
  • Análise da persona, para a qual o texto será direcionado;
  • Definir o objetivo do conteúdo e as CTAs que serão utilizadas;
  • Entre outras coisas.

Chamamos essa etapa de pré-texto, ou pauta de conteúdo.

Ela é crucial para você identificar oportunidades e evitar escrever coisas que ninguém irá ler.

Por isso que chamamos essa técnica de “Marketing de conteúdo”, pois todas as etapas são friamente planejadas!

Aqui, abaixo, organizei 6 dicas que você precisa considerar se for ter uma equipe de redação na sua empresa.

6 dicas para gerenciar uma equipe de conteúdo de sucesso!

  • Tenha um planejamento de Marketing de Conteúdo claro em mãos;
  • Caso não saiba fazer o planejamento, converse com seu redator especialista;
  • Não tenha medo de delegar as funções;
  • Passe uma descrição detalhada do que você precisa para seus redatores. Não tenha preguiça;
  • Tenha um gerente de conteúdo responsável pela criação, recebimento e envio de pautas aos redatores;
  • Se necessário, dê feedbacks de alinhamento de expectativas aos seus escritores;

Agora, é só decolar rumo ao sucesso

Se você chegou até aqui então o seu crescimento digital será uma questão de tempo, pois isso mostra que você está comprometido.

Se você curtiu esse conteúdo, então me ajude a divulgá-lo com alguém que também irá se beneficiar dele.

E, caso tenha interesse em me convidar para participar do seu projeto, basta me chamar por qualquer um dos contatos disponíveis aqui no site.

Ficarei feliz em poder trocar uma ideia com você e poder contribuir de alguma forma com o crescimento do seu negócio.

Te aguardo no próximo conteúdo!

Hamilton Gomes

Hamilton Gomes

Ao contrário do que se acredita, Lorem Ipsum não é simplesmente um texto randômico. Ao contrário do que se acredita, Lorem Ipsum não é simplesmente um texto randômico, Ipsum não é simplesmente

Aproveite e leia também!

Alguns conteúdos que você também pode gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicite já!

Seu orçamento sem compromisso!